Prótese Glútea

É um procedimento ainda pouco difundido em nosso meio, possivelmente pelo receio das pacientes quanto à recuperação pós-operatória, assim como, pelos resultados medianos que anteriormente eram obtidos. Hoje em dia temos bem claras as indicações, via de acesso e planos nos quais devem ser inseridas as próteses glúteas e tais medidas vêm contribuindo em muito para o aumento do número de procedimentos realizados. A cirurgia está indicada para pacientes que buscam o aumento e a melhora do contorno glúteo. É realizada mediante acesso pelo sulco interglúteo (prega entre as nádegas) e a prótese pode ser disposta abaixo do fáscia muscular ou dentro do músculo glúteo máximo.

Pode ser realizada mediante emprego de anestesia peridural ou anestesia geral. Há vários tipos e modelos de próteses de glúteo, cada uma com uma indicação dependendo do tipo de nádegas da paciente. As próteses de glúteo podem variar de perfil e de envoltório. O perfil (forma) pode ser redondo ou anatômico, conforme a projeção da prótese. O conteúdo é de gel de silicone de alta coesividade. O envoltório da prótese também pode variar, sendo texturizado ou liso. A escolha da prótese de glúteo ideal será feita na consulta médica, quando o cirurgião examinará a paciente e escolherá a melhor prótese para produzir um melhor resultado para o aumento da região glútea, que em cada paciente é diferente.

O período de internação costuma ser de 24 horas. Todos os pacientes são deixados com drenos cuja remoção se dá quando o valor drenado em 24 horas é inferior a 50 ml. Pede-se ao paciente que se mantenha de “barriga para baixo” ou deitada com o glúteo apoiado sobre colchão piramidal pelo período de 15 dias. É comum que o paciente sinta dores mais intensas nas primeiras 48 horas pós-procedimento, período pelo qual, se intensifica o uso de analgésicos e antiinflamatórios. As complicações são inerentes a qualquer procedimento cirúrgico com o emprego de próteses e inclui-se hematoma, infecção, extrusão da prótese, contratura da cápsula (que é formada ao redor da prótese).

O resultado definitivo é obtido por volta dos 6 meses quando da maturação das cicatrizes e da resolução do edema.